Atenção com os contratos de gaveta

Os “contratos de gaveta” tornaram-se uma prática muito comum entre vendedores e compradores de imóveis. O sistema ganhou força a partir da Lei nº 8004/90, que estabelece o aumento de 20% na prestação financiada e de 2% no saldo devedor, além de exigir comprovação de crédito nas situações de transferência de imóveis. Por conta disso, para comercializar a residência não quitada, o proprietário passou a oferecer o “contrato de gaveta” com o compromisso de que o comprador assuma o pagamento do restante do financiamento, sem proceder à alteração do nome do mutuário no cartório de registro de imóveis.

Clique aqui para ler a matéria completa.

Fonte: Jornal Metrô News – 27/06/2013

Deixe um Comentário

WhatsApp